IAC 125

O programa de milho pipoca do IAC tem priorizado o aumento da qualidade aliada à boa produtividade e resistência a doenças. Visando atingir esses atributos, foi desenvolvido o híbrido IAC 125, que se destaca, por apresentar alta capacidade de expansão da pipoca, boa produtividade, boa uniformidade da planta e dos grãos, bom empalhamento e sanidade das espigas, boa resistência às principais doenças do milho que ocorrem no Estado de São Paulo.

O potencial produtivo, a qualidade da pipoca e caracteres agronômicos do IAC 125 e de novos híbridos IAC, pode ser avaliados  pelas médias de 5 ensaios instalados no Estado de São Paulo nos  anos agrícolas de 2010/11 e 2011/12 na semeadura de verão. Abrangendo as localidades de Campinas, Tatuí e Capão Bonito.

Tabela 1. Médias da altura de planta (AP) e da espiga (AE), % de plantas acamadas transformadas em v(%+0,5) (ACA); % de espigas doentes transformadas em v(%+0,5) (ED), massa de grãos corrigidas para umidade de 13% (MG), capacidade de expansão avaliada em microondas com uso do pote (CE) e número de grãos em 10 gramas (NG), de 5 ensaios semeados no verão (outubro-novembro) de 2010/11 e 2011/12.

 

Tabela 2. Características agronômicas do híbrido de milho pipoca IAC 125.